domingo, 5 de fevereiro de 2012

Mãe...



As coisas andam um tanto complicadas por aqui (em casa).
É extremamente estranho quando sua mãe sai de casa para ir morar com um cara que tem praticamente a sua idade, que é ex-presidiário e que simplesmente não permite que ela visite os filhos. 
Ainda mais estranho é quando ela sofre um "acidente". Como uma mulher de 49 anos se queima no fogão? Como uma mulher madura, que inclusive já foi cozinheira em casa de família, deixa sua blusa pegar fogo?
O acidente se deu há uns quatro meses. A "coisa" foi tão séria que minha mãe teve que fazer duas cirurgias. Ficou internada por mais de um mês. Durante todo esse período o tão apaixonado namorado não foi visitá-la uma única vez. 
Passado o período no hospital, ela voltou para casa (onde moro). Ela jura por Deus que não foi o cara quem a queimou e o enche de elogios. Sim, eles continuam namorando. O cara não trabalha e fica aqui em casa de segunda a sexta, no mínimo. Pela manhã minha mãe sai para trabalhar e ficamos apenas eu e ele aqui. 

Como têm sido meus dias?
Acordo e fico no quarto a manhã toda, só saio para ir tomar banho e depois ir para o trabalho. 
Como são os dias dele?
Ele acorda, fica na sala vendo tv sem camisa, bebendo cerveja e falando no celular. 
Como são os dias da minha mãe? 
Ela trabalha até as 15:00hs. Volta para casa e faz o que comer para ele (quando ele não está ela não cozinha) e eles ficam na sala até eu chegar, porque quando eu chego eles vão para o quarto e eu fico na sala. 

As coisas estão difíceis demais para mim. Já falei para minha mãe que eu perdi minha liberdade com ele aqui e ela não deu a mínima. Às vezes ela faz questão de deixar claro que a casa é dela. Não entendo como ela pode viver assim, mentindo para todo mundo dizendo que o cara trabalha, dizendo que ele a trata bem sendo que eu vejo ele a tratando como empregada, dizendo que ele é uma boa pessoa, sendo que todo mundo percebe o contrário.

Sinceramente não sei como aguentaria se não fosse a força dos amigos e de alguns parentes. Digo alguns parentes porque ela (minha mãe) também conseguiu fazer todo mundo se afastar daqui. As pessoas vêm nos visitar e ela vai para o quarto sem a mínima cerimônia para não deixar o cara sozinho. 
Agora vou voltar para a faculdade. Se Deus quiser o tempo vai passar logo e eu logo me formo e vou construir a minha vida e a minha família. Uma coisa é fato: jamais serei para os meus filhos o que minha mãe está sendo para mim. 

Só tenho a agradecer a todos os meus amigos sinceros que estão sempre ao meu lado me aconselhando, enxugando minhas lágrimas, me ajudando e, sobretudo, me dando forças para não desanimar. 


5 comentários:

  1. Algo não cheira bem.
    Cheiro de coisa queimada.

    ResponderExcluir
  2. Mesmo que os pais nos "abandone", nosso Pai maior, verdadeiro e amoroso, Deus, NUNCA nos abandornará.. Siga sua vida, foque no seu futuro, corra atrás e em breve terá uma nova história... Fica com Deus! Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi!Realmente da forma como vc descreve, a coisa é meio complicada. Mas como vc mesmo disse, em pouco tempo vc se forma, se define em uma profissão, segue seu rumo, sua vida e o que ficou, ficou no passado, ficou para trás. Muitas vezes os pais se deixam levar pela emoção ao invés da razão. Talvez o problema está no fato de que ele não trabalhe, seja bem mais novo que ela e também pela afinidade com vc, que desde o início não foi bem aceita. Mas tenha paciência, que se vc for em busca dos seus ideais e seus sonhos, tudo isso passa. O tempo é o nosso maior aliado nos problemas do cotidiano.No resto, bola pra frente e seja sempre forte e de personalidade, como até então vc nos mostra. Um abraço amigo, Rubi Valente.
    p.s. - já estou seguindo seu espaço.Conte sempre com minha amizade.

    ResponderExcluir
  4. Achei o blog dentre uns amigos, e embora o que eu tenha lido aqui seja - no minimo - bastante triste e comovente, não posso deixar de ressaltar que escreves bem ( e falo isso pelo blog inteiro ). Eu estimo que as coisas melhorem para ti ( e, porque não...para ela, sua mãe, também... ), pois essa situação poderia acontecer com qualquer um, e já acontece com varias outras pessoas. Que você tenha o dissernimento de não repetir o que te é inconveniente e....
    Rs, melhor não me prolongar, vou seguir seu blog, sinta-se a vontade para dirigir-me a palavra também ( Façamos o 'network'...rs )

    Cuide-se bem.

    ResponderExcluir
  5. oie vim te fazer uma visitinha e gostei muito do seu cantinho
    agora te convido a conhecer o meu se gostar e querer seguir fique a vontade
    que eu retribuo depois ok..xauzinho bjs
    http://segredosdeumamulherapaixonada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Se não leu a postagem, não precisa comentar. Não vou seguir blog nenhum apenas porque vieram aqui e deixaram um link. Obrigada pela visita.